Notícias

"Não sabia que ainda poderia ser útil!"

29/05/2018


Histórias de Transformação: Inocêncio Lazarin Neto, voluntário na EMEF Anna Queiroz (Tremembé/SP)

Aposentado e morador da comunidade do entorno da Escola Anna Queiroz, em Tremembé, São Paulo, Seu Inocêncio não tinha muitas ocupações além de frequentar o bar vizinho e fazer a jardinagem de uma bem cuidada horta no quintal de sua casa.

Notando o talento do aposentado, a diretora da escola o convidou para desenvolver oficinas de plantio de horta para as crianças do contra turno escolar. Seu Inocêncio aceitou o convite e foi descobrindo seu jeito próprio de passar conhecimento aos alunos e, aos 60 anos, descobriu-se um potencial educador.

Foi nesse momento que mais um desafio surgiu: "Fui convidado para ser voluntário nos Grupos Interativos dentro de sala de aula e aceitei. Afinal, descobri que sabia ensinar e poderia também aprender para ensinar outras coisas".

Seu Inocêncio, plantando mudas na horta da EMEF Anna Queiroz

Diferente da grande maioria dos voluntários, Seu Inocêncio não é pai, avô ou parente de nenhuma das crianças da escola. O reconhecimento de que seu trabalho faz a diferença e ajuda as crianças a aprenderem mais e melhor, é o que motiva seu compromisso de cada manhã.

"Eu estava desmotivado, não via mais nenhuma atividade para mim depois de certa idade, não sabia que ainda poderia ser útil. Nunca tinha me dado conta de quantas coisas eu posso fazer".

O aposentado agora já sabe ajudar nos conteúdos de português e matemática e para ele essa ocupação representou a transformação de novos sentidos para sua vida.


Esta é uma das histórias de transformação vividas por escolas, personagens que fazem parte da rede Comunidade de Aprendizagem. 

Você conhece alguma história assim? Conte pra gente aqui!

Quer conhecer outras histórias? Clique e acesse a publicação completa!

 

Leia também: Em Comunidade de Aprendizagem educar é um ato coletivo

Deixe seu comentário